InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Depois da lesão no braço em setembro de 2008, quando se apresentava pelo Sengoku, Evangelista Cyborg estará de volta no Strikeforce do dia 19 de junho, quando enfrenta Joey Villasenor no principal combate da noite. Radicado nos Estados Unidos, ao lado da

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
PIRATEX
Usuário Heavyweight
Usuário Heavyweight


Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/04/2009
Idade : 62
Localização : curitiba

MensagemAssunto: Depois da lesão no braço em setembro de 2008, quando se apresentava pelo Sengoku, Evangelista Cyborg estará de volta no Strikeforce do dia 19 de junho, quando enfrenta Joey Villasenor no principal combate da noite. Radicado nos Estados Unidos, ao lado da   Dom Maio 24, 2009 4:26 am

Depois da lesão no braço em setembro de 2008, quando se apresentava pelo Sengoku, Evangelista Cyborg estará de volta no Strikeforce do dia 19 de junho, quando enfrenta Joey Villasenor no principal combate da noite. Radicado nos Estados Unidos, ao lado da esposa e lutadora Cristiane Cyborg, o lutador comenta como estão os treinamentos para o confronto, que não estão mais sendo feitos sob a supervisão de Rafael Cordeiro. Confira a entrevista.

Portal das Lutas - O que espera para a estréia no Strikeforce?

Evangelista Cyborg - É uma luta bastante importante, porque é a primeira do meu contrato com o Strikeforce e também é a primeira depois da minha contusão. Tenho me preparado bem para fazer um bom trabalho. Enfrento o Joey Villasenor e será a luta principal do Strikeforce do dia 19 de junho. Estou já 90% no gás, ainda falta um mês, mas estou num ritmo bom há algum tempo. Já estou treinando legal e só aguardo o momento de poder me apresentar.

PDL - Como analisa seu adversário?

EC - Já éramos para ter lutado em outra oportunidade, mas acabou dando um problema no meu visto e não pude. Ele vem de três vitórias e é um cara bom. Ele já foi campeão do EliteXC, sabe um pouco de chão, sabe um pouco de quedas e sabe um pouco em pé, mas não é nada excepcional, no meu ponto de vista. É um cara que prioriza a luta em pé, sabe defender as quedas e tem um chão razoável. Estou dando, na real, uma atenção especial a tudo. Tenho treinado muito boxe como o Macolin na academia The Boxing, muay thai, e jiu-jitsu com o Cleber Luciano aqui em Huntington Beach. Vou procurar lutar em pé, buscar o jogo que eu priorizo, mas na hora da luta que saberei os acontecimentos.

PDL - E os treinamentos que vinha fazendo com o mestre Rafael Cordeiro?

EC - O trabalho com o mestre Rafael não continua. Depois que ele saiu da Chute Boxe achamos melhor não continuar trabalhando com ele. Estamos fazendo um trabalho paralelo, buscando nossos treinos, que estão muito bem. Só não estamos mais juntos, mas a amizade continua. Apenas não estamos mais treinando juntos, por questão de profissionalismo. Ele saiu da firma, ficou uma situação chata e preferimos não dar continuidade ao trabalho.

PDL - Então você está treinando aí "à americana" mesmo, sem um lugar fixo?

EC - Nos Estados Unidos o sistema é um pouco diferente do Brasil. Aí chegamos à academia e tem 20 a 30 cabeças para te dar porrada todos os dias. No Brasil existe essa vantagem de realizar um treinão. Mas essa galera do boxe aqui é bem bacana, estou saindo na porrada com eles, o treino de chão com porrada também está muito bom com o Cleber Luciano e estou fazendo preparação física com o Justin. Então estou suprindo todas as necessidades que preciso para estar no gás para a luta. Aqui é desse jeito, se pega uma meia dúzia do boxe aqui, um cara bom do muay thai ali, faz um chão de porrada com a turma do jiu, puxa um gás com um preparador físico por fora e fica pronto para a luta. Quando queremos lutar e gostamos do que fazemos, nos esforçamos bastante para estar prontinhos para qualquer desafio. Estou bem focado e espero essa oportunidade a bastante tempo.

PDL - Gostaria de comentar mais algo?

EC - A Galera do Brasil, que gosta do trabalho da Chute Boxe e do Cyborg, pode ficar na expectativa porque vou me esforçar bastante para fazer um lutão e representar bem o país.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.afortec.com
 
Depois da lesão no braço em setembro de 2008, quando se apresentava pelo Sengoku, Evangelista Cyborg estará de volta no Strikeforce do dia 19 de junho, quando enfrenta Joey Villasenor no principal combate da noite. Radicado nos Estados Unidos, ao lado da
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» viagem dos sonhos, Costa Leste dos Estados Unidos
» Nos EUA, carros deverão rodar 12,8 km/l
» Hyundai: fidelidade nos EUA supera as de Honda e Toyota
» "Gol" dos EUA chega ao Brasil
» Ford Mustang 2011 Motor V¨de 309 cv!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Vale Tudo - MMA :: MMA-
Ir para: