InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Entrevista: Nilson de Castro, sucessor de Rafael Cordeiro na CB Assinar este tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
PIRATEX
Usuário Heavyweight
Usuário Heavyweight


Mensagens : 51
Data de inscrição : 16/04/2009
Idade : 62
Localização : curitiba

MensagemAssunto: Entrevista: Nilson de Castro, sucessor de Rafael Cordeiro na CB Assinar este tópico   Dom Jun 14, 2009 5:18 am

Entrevista: Nilson de Castro, sucessor de Rafael Cordeiro na CB Assinar este tópico
Enviar este tópico
Imprimir este tópico
Baixar este tópico
Assinar este fórum
Modos de Exibição
Mudar para: Outline
Padrão
Mudar para: Linear+

Hoje, 13:06 Post #1
bjj_ale

Visualizar perfil

Mestre



Grupo: Moderador
Posts: 2,828
Registrado: 05-June-2008
De: zona leste
Membro N°: 601




Após a mudança de Rafael Cordeiro para os Estados Unidos, Nilson Castro ficou responsável por comandar os treinos da equipe Chute Boxe em Curitiba. Com a saída do treinador da equipe, Nilson virou o homem por trás ad preparação do time curitibano. Em conversa com a TATAME, o treinador falou sobre os treinos de MMA na Chute Boxe, a expectativa para as lutas de Cris e Evangerlista Cyborg, o futuro de Alexandre Cacareco, os novos talentos do time e o sucesso de Maurício Shogun e Lyoto Machida no UFC.



Como estão os treinos na Chute Boxe?



Continuamos da mesma forma que sempre treinamos, intensamente. Estamos a todo vapor, não dá para parar. Estamos com um time de técnicos de primeira linha e um pessoal novo que está chegando. A filosofia de treinos característica da Chute Boxe continua a mesma.



Como ficam os treino com a saída do Rafael Cordeiro? Você assumiu os treinos de MMA?



Logo que o Rafael decidiu ir para os Estados Unidos, eu imediatamente assumi a parte da coordenação técnica e os treinos de MMA. É claro que com o suporte de diversos professores e técnicos que me auxiliam na preparação dos atletas.



Com a saída do Rafael, ficou a dúvida se o Cyborg, a Cris e o Werdum sairiam também, uma vez que eles treinam com ele nos Estados Unidos. Eles ainda representam a Chute Boxe?



Com certeza. Independente de estarem passando uma temporada nos Estados Unidos, os três são representantes da Chute Boxe.



Qual a expectativa para a luta do Cyborg contra o Villasenor no Strikeforce, e da Cris contra a Gina Carano, pelo cinturão do Strikeforce?



Vão ser duas lutas muito duras. O Cyborg é um grande atleta, não conheço muito o adversário dele, mas com certeza deve ser de alto nível, senão não enfrentaria nosso atleta. O Cyborg é um grande lutador, tem uma raça impressionante, além de sua técnica, tenho certeza que ele vai trazer mais essa vitória para o Brasil. Quanto à Cris, nós a vimos crescer, é um fenômeno, uma atleta de ponta e vai enfrentar uma adversária muito dura. Mas como ela é muito talentosa, treina o dia inteiro e nós fizemos um treinamento a longo prazo, acredito que ela tenha plenas condições de trazer esse cinturão.



Quem são os novos talentos que a Chute Boxe está pronta para lançar?



Como nós não estamos tendo muitos eventos por aqui, temos realizados eventos internos, onde podemos observar quem são os garotos que realmente tem o perfil da academia e vários jovens vêm se destacando, como o Thiago Bel, o Carlos, Chuck, o Michael Costa, Carlos, Marco, enfim, uma infinidade de novos talentos que vão gerar muitos frutos para a academia e para si próprios... Está vindo uma geração boa.



O que você acha da volta às origens de Wanderlei Silva e Maurício Shogun, treinando com Rafael Cordeiro e Sérgio Cunha, que eram seus treinadores na Chute Boxe?



Eu prefiro não comentar. Espero que eles tenham sucesso, mas, a partir do momento que eles escolheram outro caminho... Espero que acertem.



O que você achou da luta do Shogun contra o Liddell?


Nós sabemos do potencial desse atleta. Não foi uma grande surpresa para mim, nem pra ninguém. Todos sabem que se o Shogun estiver bem treinado não tem jeito. Ele tem muito talento, basta lembrar o que ele fez no GP do Pride.



Como você acha que seria uma luta entre o Shogun e o Lyoto Machida? Quem venceria?



Essa ia ser uma luta realmente muito dura. O Lyoto já está com uma bagagem muito grande, tem um jogo muito bom, diferenciado... Acredito que o Shogun teria que estar voando, seria uma grande luta. É impossível eu tentar apostar em um vencedor, por tudo que o Shogun já fez e pelo que o Lyoto, atual campeão, vem fazendo.



E o Cacareco? Como estão os treinos dele? Já tem data para voltar às lutas?



Ele está resolvendo problemas familiares no Rio de Janeiro e em duas semanas vai se apresentar. Assim que ele voltar, vamos deixar ele em forma. Todos sabem das qualidades técnicas dele e, quando ele estiver pronto, não vão faltar lutas porque ele é muito talentoso. O Mestre Rudimar não vai ter dificuldades em arrumar lutas para ele.


tatame

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.afortec.com
 
Entrevista: Nilson de Castro, sucessor de Rafael Cordeiro na CB Assinar este tópico
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Entrevista com Alexandre Garcia
» Renato Castro (Pin, Distintivo, Chaveiro)
» Escola de Condução Inês de Castro - Coimbra
» Apresentação Rafael Barreto
» [FOTOS] - Ka 2010 Azul Noronha 1.0 voltando a ativa - rafael rodrigo

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Vale Tudo - MMA :: MMA-
Ir para: