InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Leal Combat Premium é sucesso em Natal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
PIRATINHA
Usuário Heavyweight
Usuário Heavyweight


Mensagens : 442
Data de inscrição : 05/05/2008
Idade : 62

MensagemAssunto: Leal Combat Premium é sucesso em Natal   Sab Jun 14, 2008 10:50 pm

Leal Combat Premium é sucesso em Natal
Por: Equipe PVT
Evento teve casa cheia

*Por: Matheus Aquino – www.blogdomatheus.com


NATAL (RN), 05 de julho - Com a Boate Music completamente lotada, a expectativa de um espetáculo da parte dos atletas era a melhor possível. E os lutadores não decepcionaram, colocando o Leal Combat Premium, definitivamente, como um dos grandes eventos de vale tudo da região.

Sergio Junior (Hikari) e Thiago Baggio (UDL) fizeram o principal combate da noite, e também o mais polêmico. Sergio Jr partiu para cima desde o início, conectando alguns potentes socos, mas o atleta da UDL logo levou a luta para o chão de onde ficou trabalhando no cem quilos. Baggio levou vantagem no primeiro round, alcançando melhores posições. Incentivado pelos gritos de sua torcida, Jr. cresceu no segundo round, aumentando o ritmo de seus golpes na medida em que aumentava a empolgação do público, desestabilizando seu adversário. Por cima, Thiago se ergueu para tentar um soco, mas acabou pego em um triângulo, que o forçou a desistir no finalzinho do segundo round. Ao término da luta, os líderes da UDL protestaram, alegando que a finalização foi aplicada no soar do gongo e, portanto, não valeria. O atleta da Hikari também teve um protesto a fazer, dizendo que seu adversário estava com muito óleo no corpo. Nos vestiários, já após o fim do evento, Maurício Shogun informou que a UDL pedirá análise do vídeo da luta para saber se a finalização foi ou não realizada durante o período do segundo round, ou se o tempo foi extrapolado.

Rodrigo Pimpolho (UDL) começou indo pra cima de Dinarte (Kimura/Nova União), cercando o atleta potiguar que aos poucos foi respondendo os golpes de seu adversário. O combate foi ao chão com o atleta da Kimura caindo por cima, mas Pimpolho logo tratou de mostrar que era perigoso também no chão indo no braço de Dinarte, que se defendeu bem. A luta voltou em pé, e rapidamente foi para o chão, terminando os primeiros cinco minutos com um atleta tentando pegar o pé do outro. No segundo round, Rodrigo começou levando a melhor na trocação, conseguindo até cortar o rosto de seu adversário. Dinarte, claramente acusando a entrada de alguns golpes, tratou de tentar botar a luta para o chão, onde ficou no cem quilos. Nos momentos em que o combate voltava em pé, a vantagem na trocação era do atleta da UDL. No início do terceiro round, os lutadores iniciaram uma trocação franca, com Dinarte acertando um soco que abriu um grande corte abaixo do olho de Rodrigo. Minutos depois, o arbitro interrompeu o combate e avisou que o atleta não teria condições de continuar, sendo decretada vitória de Dinarte por interrupção médica.

O combate entre Patricio Pitbull (Kioto) e Fernando Vieira (UDL) teve novamente a torcida mostrando sua preferência pelo atleta local desde o início, com gritos de “Pitbull” ecoando por toda a boate Music, mas ninguém esperava o que estava por vir. Os dois lutadores se respeitaram muito, o que resultou nos dois primeiros rounds uma disputa um pouco morna. No terceiro round, os dois atletas sabiam que quem vencesse aquele seria o vencedor do combate e, talvez por isso, soltaram um pouco as mãos, como seus corners pediam, com bons socos entrando dos dois lados. Durante um clinch Fernando puxou para a guarda após receber uma joelhada e Patrício o seguiu, e ficou batendo por cima até próximo do término do round. Os jurados apontaram Patricio Pitbull como vencedor por dois rounds a um. Ao término da luta, Patricio declarou ter quebrado o pé ainda no segundo round e passou o resto do evento tendo ajuda para se locomover.

Gasparzinho (Hikari) mostrou que conta com um jogo de chão afiado e que realmente é um perigo para seus adversários. O atleta da Hikari não deu chances a Rafael Fagundes (UDL) mostrar seu jogo em pé. Logo no início os atletas clincharam, a luta foi para o chão com Gasparzinho caindo por cima, e buscando passar a guarda, até montar. Rafael tentou girar para escapar, mas Gasparzinho não deixou brechas, pegando as costas do atleta da UDL e finalizando com um mata-leão ainda no primeiro round.

Renan Barão (Kimura/Nova União) mostrou porque estará disputando o cinturão até 65kg do Shooto Brasil ao protagonizar um excelente combate contra o atleta da UDL, Jetro Amaral. O lutador da Kimura, que tem no chão sua grande especialidade, mostrou mais uma vez uma trocação afiada, com direito até mesmo a joelhada voadora. Os dois lutadores esbanjaram técnica em pé, com ótimas seqüências de soco de ambas as partes, sempre havendo resposta para o ataque do adversário. No entanto, o equilíbrio apresentado na luta logo sumiu quando, aproveitando-se de uma tentativa de golpe de Amaral, Barão levou a luta para o chão, onde desferiu socos da montada e partiu para o braço finalizando o atleta da UDL ainda no primeiro round.

Esperava-se que a luta entre Fausto Black (Killer Bees) e Moicano (Hikari) fosse um show de trocação, mas Moicano resolveu não dar sopa ao azar e tentou logo um single leg no início da luta, bem defendido por Fausto. Os atletas clincharam por duas vezes durante o combate, e Fausto acertou uma joelhada perfeita em Moicano, levando-o à lona semi-inconsciente. O lutador da Killer Bees aproveitou a oportunidade e desferiu alguns socos em seu adversário, caído até a interrupção do juiz no primeiro round do combate.

Rivelino (Hikari) e Leandro Ninja (Ninja Fight Top Team) começaram trocando socos no começo, com Ninja tomando a iniciativa, mas nada de muito concreto conectando. Não demorou muito para a luta ir para o chão e o lutador da Hikari procurar a finalização, passando boa parte do tempo tentando uma americana do cem quilos, até que conseguiu montar e, com uma saraivada de socos, obrigou seu adversário a desistir do combate ainda no primeiro round.

Franklin e Ronaldo Jr (Hikari) abriram o evento com Ronaldo caindo por cima logo que o combate foi ao chão. Depois de voltar em pé, Ronaldo novamente levou a luta para o chão, caindo por cima e montando, de onde desferiu alguns socos. Franklin tentou sair, mas Ronaldo deu mais alguns socos, que fizeram o árbitro Lucas Lopes paralisar a luta logo no início do primeiro round, sob protestos de Franklin.

Acesse já o site www.blogdomatheus.com e confira mais informações do evento, além de fotos exclusivas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.orkut.com.br/Home.aspx
l7
Moderadores
Moderadores


Mensagens : 806
Data de inscrição : 30/05/2008
Idade : 32

MensagemAssunto: Re: Leal Combat Premium é sucesso em Natal   Qua Jun 18, 2008 1:50 am

muito bom, que venham mais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Leal Combat Premium é sucesso em Natal
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» A PAZ É LINDA "FELIZ NATAL"
» Almoço de Natal M&D (Norte) - 11/Dez/2011
» Almoço de Natal M&D - 11/Dez/2011
» Feliz Natal 2011 - buon natale - Momento para reflexão
» Feliz Natal!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Vale Tudo - MMA :: MMA-
Ir para: