InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Review Prime MMA 3, Fonte: Portal do Vale Tudo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
l7
Moderadores
Moderadores


Mensagens : 806
Data de inscrição : 30/05/2008
Idade : 32

MensagemAssunto: Review Prime MMA 3, Fonte: Portal do Vale Tudo   Qua Jul 02, 2008 10:20 pm

Carina Damm vence Ana Maria no Prime 3
Por: Equipe PVT
Após inovar o conceito de evento de luta no Estado da Bahia, o Prime MMA chegou à sua terceira edição trazendo como parceira a rede Bandeirantes de Televisão, e o que era tido como exemplar atingiu patamares ainda mais elevados, sanando problemas anteriores como fila de Bar, grande número de pessoas em pé próximas ao Cage e atraso para inicio dos combates, com direito ainda a um belo espetáculo de luzes e efeitos especiais na entrada de cada atleta. No combate principal da noite, Carina Damm venceu Ana Maria na decisão dos jurados.

Fazendo sua terceira luta em praticamente seis meses, o atleta Leonardo Layola, da Champion, teve dificuldades com o seu adversário, Tom, que com uma maior envergadura encaixou alguns golpes, além de ter defendido boa parte das entradas de queda. Contudo, o jogo mais consistente, tanto em pé como no solo, deram a vitória para Layola, que continua invicto.

Companheiro de treinos de Layola, Bruno Menezes fez uma luta equilibradíssima com Minotaurinho (Gracie Barra-Ba), especialmente no primeiro round. No segundo round, quando o clone dos irmãos Nogueira tinha seu melhor momento, uma cotovelada na nuca e um chute nos órgãos genitais de Bruno renderam, além de uma paralisação considerável, punição para o atleta da equipe Gracie. No ultimo round, Menezes mostrou-se mais agressivo, golpeando com consistência em pé e controlando as movimentações no chão, sendo declarado vencedor na decisão dividida.

O duelo de faixas pretas foi resolvido onde era previsto: no chão! Após dominar o round inicial, com fortes golpes na trocação, Márcio Shark (Champion) foi surpreendido pelo estreante André Soneka (Edson Carvalho), que supriu sua deficiência em pé com um chão justíssimo, conseguindo quedas, montadas, pegadas pelas costas nos dois últimos rounds, tendo chegado bem próximo da finalização em alguns momentos, que acabou lhe rendendo a vitória na decisão unânime.

Outro estreante, também faixa preta da equipe Edson Carvalho, Grimaldo não teve facilidades com o invicto Lula Molusco (Jucão Team). Embora tenha conseguido boas quedas durante a luta, no chão carecia de efetividade. Em pé, Lula mostrava mais agressividade, mas sem muita contundência. Ambos demonstravam cansaço já no 2º round e a luta foi declarada empatada, o que alguns contestaram pelo fato de Lula ter aplicado um pisão no rosto ainda no primeiro round.

Após sua estréia na segunda edição do evento, Amanda Nunes (Edson Carvalho) voltou ao cage do Prime com um nocaute técnico arrasador ante Maria Naja (Ferreira Team), nos primeiros segundos de luta, após aplicar uma saraivada de socos , com direito a dois knockdowns.

Mauro Salomão, também da Edson Carvalho, recém chegado do México, encarou uma das maiores pedreiras da categoria atualmente, Jurandir Sardinha, da Arte Local. Após um inicio de luta equilibrado, Jurandir foi ganhando espaço na trocação e encaixando duros golpes, que ainda no primeiro round lesionaram o nariz do seu adversário. No segundo round, Salomão ainda buscou responder com contragolpes, mas o melhor tempo de luta de Sardinha fez com que mais golpes duros e contundentes fossem encaixados. No último round, em decorrência da lesão no nariz, Mauro Salomão foi obrigado a desistir e Sardinha fora declarado vencedor, após uma atuação brilhante e irretocável.

Confirmado no card na última semana, o potiguar Dinarte Silva representante de uma das maiores equipes Nordestinas, a Kimura / Nova União, teve pela frente talvez o melhor atleta até 83kg da Bahia, Eder Jones (Arte Local). Depois de levar alguns golpes no inicio do combate, Eder tratou de levar a luta para o chão e começou a trilhar o caminho da vitória, defendendo alguns ataques no pé e golpeando forte por cima. No segundo round, derrubou e continuou agredindo seu adversário, até a interrupção do arbitro, brindando os presentes com um dos melhores combates da noite.

A luta internacional, protagonizada por Júlio Cabral (Jacaré Team) e o norte americano Bobby Hermosillo, foi marcada pelo respeito entre ambos atletas. Apesar do controle do baiano na trocação, no primeiro round duas belas quedas do americano mostraram para Julio que ele não poderia se expor muito. Após dois golpes baixos, que lhe rendera punição, Cabral (que em pé vinha combinando bons golpes) fora derrubado no último round, já caindo com a guarda passada. Contudo, num movimento muito plástico, encaixou uma belíssima Kimura, inverteu a posição e finalizou o combate a poucos segundos do final.

Bruno Carvalho (Edson Carvalho) e Cássio Drumond (Black House) fizeram um combate morno, em que Bruno teve um melhor inicio, mas Drumond mostrou boa noção na trocação, ótimas defesas de quedas e conseguiu ainda derrubar o faixa preta baiano, vencendo na decisão majoritária. O ponto negativo deste combate ficou por conta de postura de um atleta de outra equipe local, que ao dirigir-se reiteradamente de forma desrespeitosa a equipe de Bruno Carvalho, quase causa uma desnecessária confusão no evento. Lembramos que o exemplo vem dos atletas e dos seus professores, não adiantando cobrar dos espectadores, se quem faz o show não se porta corretamente.

O grande momento da noite foi, sem qualquer duvida, a luta entre Ana Maria “Índia” (BTT) e Carina Damm (Damm Fight), indiscutivelmente integrante do seleto grupo de Top 3 no peso em nosso país. Ana Maria mostrou uma notável melhora na trocação, conseguindo encaixar bons golpes em pé, mas Carina dominou a trocação com fortes chutes e socos. As tentativas de quedas da baiana foram todas frustradas pela capixaba, restando-lhe apenas trabalhar por baixo, da guarda. No último round, após domínio de sua adversária nos dois primeiros, Ana Maria conseguiu uma inversão e terminou por cima, buscando golpear ou mesmo finalizar. Entretanto a vitória desse show de técnica foi mesmo da Carina Damm, num combate digno de evento internacional.

Confira abaixo os resultados completos do evento:

– Leonardo Laiola (Champion) venceu Tom (Aliance Simões Jiu Jitsu/ Pam) na decisão dos jurados;
- Bruno Menezes (Champion) venceu Minotaurinho (Gracie Barra-BA) na decisão dos jurados;
- Amanda Nunes (Edson Carvalho) venceu Nadja (Free Style por TKO no 1º round;
- André Soneka (Edson Carvalho) venceu Marcio Shark (Champion) na decisão dos jurados;
- Grimaldo Oliveira (Edson Carvalho) empatou com Lula Molusco (Jucão Team);
- Jurandir Sardinha (Art Local) venceu Mauro Salomão (Edson Carvalho) por desistência no 3º round;
- Éder Jones (Art Local) venceu Dinarte Silva (Kimura/Nova União) por TKO no 2º round;
- Julio Cabral (Jacaré Team) venceu Bobby Hermosillo (USA) por finalização (Kimura) no 3º round;
- Carina Damm (Damm Fight) venceu Ana Maria (BTT) na decisão dos jurados;
- Cássio Drumond (Black House) venceu Bruno Carvalho (Edson Carvalho) na decisão dos jurados;


fonte: PVT

_________________
lutar é sinceridade _'' conhece a ti mesmo''
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Review Prime MMA 3, Fonte: Portal do Vale Tudo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Novela Vale Tudo: Corrupto prefere W116 Bege
» Álbum de Fotos! Kansas 150 - Finais de Semana, Viagens, em casa no trabalho & Curiosidades - VALE TUDO!
» Provinha de vale tudo no GAP
» Reforma de um Tanger vale a pena!?
» Não vale o que cobra

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Vale Tudo - MMA :: MMA-
Ir para: